História de Belo Horizonte: o coração de Minas Gerais

historia-de-bh

Belo Horizonte ou simplesmente “Beagá” é um lugar pra se guardar do lado esquerdo do peito e dentro do coração. Uma história rica, composta por uma gastronomia poderosa e um povo acolhedor merece ser lembrada e relembrada.

Afinal, a história é vital para a formação da cidadania e dos valores do ser humano. É preciso compreender o passado para entender o presente. Por isso, fizemos esse artigo para você, belo-horizontino ou não, saber as raízes dessa cidade tão querida e saborear suas qualidades.

belo horizonte antigamente

A eterna “Cidade-Jardim”

Nascida no dia 12 de dezembro de 1897, Belo Horizonte foi projetada pelo engenheiro Aarão Reis entre 1894 e 1897.  Nomes de tribos perpendicularmente posicionados aos nomes de estados brasileiros nomeavam os endereços do nosso centro, cerceados pela inconfundível Avenida do Contorno.

Esta, como o próprio nome sugere, envolvia o embrião da cidade que, hoje, extrapolou – e muito – os limites físicos, indo da ponta da Serra do Curral até os rincões da Pampulha. Atualmente, é a sexta cidade mais populosa do Brasil e, segundo o IBGE em 2017, a população era de 2.523.794 habitantes.

prefeitura de bh antigamente

Influência no Brasil e no mundo

Seja do ponto de vista cultural, esportivo ou econômico, Belo Horizonte se tornou influente no cenário nacional e internacional. Temos centenas de museus, como:

  • Museu de Arte da Pampulha;
  • Museu de Artes e Ofícios e
  • Circuito Cultural Praça da Liberdade.

Também temos lindos parques, como o Parque Municipal das Mangabeiras e o Parque Municipal Américo Renné Giannetti.

A influência vai além. Três das grandes potências esportivas do Brasil se encontram em Belo Horizonte: América Futebol Clube, Clube Atlético Mineiro e Cruzeiro Esporte Clube. E se torna impossível mencionar os times sem mencionar suas “casas”. O Estádio Governador Magalhães Pinto, nosso popular “Mineirão”, foi inaugurado no dia 5 de setembro de 1965 e, desde então, recebe os principais jogos e shows nacionais e internacionais que desembarcam em BH.

Além do Gigante da Pampulha, também temos seu “irmão mais velho”, o Estádio Raimundo Sampaio, mais conhecido como “Independência”. Ele nasceu 15 anos antes, em 25 de janeiro de 1950, e também é palco de grandes espetáculos, dentro e fora dos gramados, recebendo vários jogos históricos e grandes apresentações de artistas famosos.

Foto tirada de cima da Avenida Afonso Pena

Foto retirada do Google.com

Talentos “made in BH”

Precisamos conversar sobre as “pratas da casa”! Como não mencionar a rica e renomada cena cultural de BH? Seja no teatro, na dança ou na música, a história de BH é repleta de nomes que vão muito além dos conhecidos, como Jota Quest, Skank e Cesar Menotti e Fabiano.

Nomes internacionalmente conhecidos como Clube da Esquina (Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta e por aí vai), Grupo Corpo, Grupo Galpão e o Duelo de MCs no viaduto Santa Tereza ilustram essa lista.

belo horizonte 120 anos

120 anos de memórias e histórias

Da “Rua do Amendoim” até o “Jacaré da Pampulha”, existem várias curiosidades sobre a cidade. Por exemplo, você sabia que o Papa já veio a BH? A “Praça do Papa”, antes do dia 01/07/80 era conhecida apenas como “Praça Israel Pinheiro”. Só depois da visita de João Paulo II, que arrastou milhares de fiéis ao local, a praça passou a ser conhecida como é popularmente chamada hoje.

E o “Pirulito da Praça 7”, que nem sempre ficou na Praça 7? A peça, desenhada por Antônio Rego e construída pelo engenheiro Antônio Gonçalves Prata, foi doada pela cidade de Betim no ano de 1924. Porém, no ano de 1963, o monumento foi transferido para a Praça Diogo de Vasconcelos (atualmente conhecida como “Praça da Savassi” durante as obras de modernização do centro da capital.

Só em 1980 que o obelisco retornou ao seu local de origem!

região pampulha

Avenida do Contorno e seu entorno

Você sabia que a Avenida do Contorno foi traçada para ser o limite entre a Zona Urbana e a Zona Suburbana da cidade? Dentro dos seus limites, tudo foi pensado e projetado para dar suporte ao crescimento da capital.

Por isso, bairros como Anchieta, Carmo, Sion, Cidade Jardim, Cruzeiro, Funcionários, Lourdes, Santa Efigênia, São Pedro, Savassi, Serra e Sion oferecem tanta qualidade de vida e infraestrutura para os moradores.
Se você deseja conhecer melhor os principais bairros de BH, baixe gratuitamente o nosso e-book e fique por dentro de todas áreas verdes, lazer, vias de acesso e a conveniência desses lugares.

Estrutura de cidade grande, com coração de interior: essa é a essência da nossa querida Beagá!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para receber nossos conteúdos:

Agradecemos sua inscrição!