Um casal segurando a chave no seu novo imóvel
Financiamento

E-book Guia do Financiamento: o que você precisa saber sobre financiamento de imóvel

A maior dúvida da maioria das pessoas na hora de comprar um imóvel consiste nos trâmites do financiamento. O financiamento é como um empréstimo: o banco faz o pagamento à vista para o proprietário do imóvel que você deseja comprar, e você paga esse empréstimo ao banco de duas maneiras: uma parte à vista (chamada de entrada) e o restante em parcelas. Por esse motivo, todo financiamento cobra juros.

“Quanto devo reservar para o valor de entrada?”, “posso financiar até qual valor” e “como saber se as taxas de juros valem a pena” são as principais perguntas de quem procura pelo imóvel dos sonhos. Em resumo, optar pelo financiamento como modalidade envolve:

  • Pagamento de juros;
  • Reajustes anuais pela Taxa Referencial;
  • Pode usufruir do bem imediatamente;
  • Possibilidade de diluir as parcelas em prazos mais longos (no entanto, quanto maior o prazo, mais juros você paga);
  • O imóvel estará, provavelmente, mais valorizado ao fim do financiamento;
  • Risco de crédito do banco.

Os vários bancos que atuam como Agentes do Sistema Financeiro da Habitação possuem verbas de sobra que são destinadas ao crédito imobiliário, em linhas de crédito que podem ser parceladas em até 420 meses (35) anos, além de financiar até 80% do valor do imóvel pretendido (obviamente dependendo do enquadramento). Lembrando sempre que o valor da prestação não poderá ser superior a 30% da renda bruta, individual ou familiar.

Uma rua com 3 apartamentos

Quais são os sistemas de financiamento de imóvel?

Nem todo mundo sabe, mas existem dois sistemas de financiamento mais usados para esse tipo de operação: o SAC e o Price. É importante entendê-los antes de pesquisar o mercado e avaliar as propostas dos bancos.

SAC

O Sistema de Amortização Constante é o mais utilizado na hora de contratar um financiamento, e ele consiste basicamente na manutenção da amortização, o que gera uma diminuição do valor principal na medida em que as parcelas são pagas, já que os juros são calculados com base no valor total. Ou seja, o saldo devedor decresce a partir do primeiro pagamento das parcelas, assim como os juros.

SISTEMA PRICE

Já na tabela Price, a metodologia é inversa. As prestações são constantes, a amortização e os juros são variáveis. Essa variação acontece no sentido contrário ao longo do prazo do financiamento, o que gera às vezes, parcelas um pouco menores no início, logo, a diminuição do saldo devedor só é perceptível depois que mais da metade das prestações foram quitadas.

Conquistar o imóvel desejado não é tão difícil quanto parece. Basta pesquisar antes de fechar qualquer negócio, contar com uma imobiliária de confiança para instrui-lo nesse processo e manter-se informado para não se arrepender futuramente.

Se você ainda precisa saber mais sobre financiamento de imóvel antes de adquirir o seu, obtenha informações completas no ebook gratuito Guia do Financiamento: o que você precisa saber sobre financiamento de imóvel! Lá você encontrará o passo a passo para financiar seu imóvel com tranquilidade e praticidade, simulações de SAC e Price para você entender melhor e novidades sobre o assunto.

Continue reading

Um casal olhando para um tablet
Comprar imóvel

5 riscos de comprar apartamento sem corretor

Provavelmente você já deve ter se deparado com placas em imóveis contendo frases como “negocie direto com o proprietário”. Esses anúncios existem para aluguel e compra de apartamento.

Comprar apartamento sem corretor realmente é possível, mas será que vale a pena? Negociar um bem de alto valor agregado tanto do ponto de vista financeiro quanto do afetivo não é tão simples quanto parece, e envolve riscos.

Mostraremos, a seguir, os 5 principais riscos para você.

Um casal, e o homem apertando a mão cumprimentando outro homem

1) A pessoa que está vendendo o imóvel pode não ser o proprietário

Sem documentos originais para apresentar, o cônjuge, um filho, um sócio ou até mesmo um criminoso pode estar tentando vender o imóvel sem que o próprio proprietário tome conhecimento. Em outros casos, há pessoas que “vendem” para mais de um comprador, fraudando o acordo e desaparecendo depois.

Infelizmente, muitos golpes acontecem dessa maneira quando a pessoa tenta negociar sozinha, e não é nada difícil que alguém inexperiente ou sem as malícias do mercado caia neles.

2) O proprietário pode estar respondendo algum processo judicial sem que você saiba

Responder processos judiciais para o pagamento de multas, indenizações ou direitos de terceiros são só alguns dos exemplos. E uma pessoa que se encontra nessa situação, agindo de má fé, logo pensa em se desfazer de seus bens o mais rápido possível, dificultando o pagamento das dívidas.

O problema é que esse procedimento é ilegal, ou seja, se você compra um imóvel de alguém com esse perfil, a justiça pode anular a transação e consequentemente fazer você perder o dinheiro investido.

Um casal mexendo no computador e a mulher com um papel e lápis na mão

3) Financiamento prejudicado

Tanto para quem compra quanto para quem vende, a possibilidade de negociar um financiamento sem o amparo de uma imobiliária pode gerar dificuldades. Sem que você ou a outra parte entenda 100% como funciona o processo, ou então se uma ou ambas desejarem ter todo o dinheiro em mãos imediatamente, as etapas provavelmente irão desandar. 

Sim, etapas. Inicialmente pode parecer uma simples transação de compra e venda, mas na realidade existem vários passos que requerem uma condução precisa. Ou seja, se forem mal executados, podem significar problemas. Por isso, atenção nos detalhes é essencial.

4) Podem ocorrer problemas com os documentos

Novamente a experiência do corretor nesse ponto é de grande valia para que os contratos e documentação no geral estejam dentro dos conformes, reparando e evitando qualquer equívoco legal. Sem esse auxílio, é muito provável que você fique “perdido” entre os processos e acabe cometendo algum erro que ponha em risco a transação.  

Dificilmente uma pessoa leiga é capaz de solicitar e analisar a documentação de um imóvel de maneira correta. Ainda precisamos considerar que falsificar documentos não é uma prática incomum no Brasil.

5) Riscos ao receber pessoas estranhas para visitar o imóvel e possíveis golpes

Visitar um imóvel de um proprietário que você não conhece pode colocar em risco até mesmo sua própria segurança. Não é possível saber a verdadeira intenção da pessoa e, nas imobiliárias, existem sistemas de checagem de dados que não estão ao alcance do público em geral, o que ajuda a aumentar a segurança durante a visita.

Deu para perceber que o corretor conhece as malícias do mercado e é certeiro no aspecto burocrático da transação. Ele pode garantir a você uma negociação assertiva, vantajosa e com o mínimo de preocupações possível.

Caso ainda esteja na dúvida sobre como comprar um imóvel, preparamos para você um ebook gratuito: Guia do Financiamento: o que você precisa saber sobre financiamento de imóvel. Confira! Manter-se informado é o primeiro passo para fechar um grande negócio.

Continue reading

rua no bairro savassi bh
Lugares para morar

Por que a Savassi é um dos melhores lugares para morar em BH: conheça sua história

Quem é belorizontino sabe que a Savassi é um dos bairros mais queridos e requisitados de BH. Mas não é à toa que essa região é tão prestigiada. Ela abriga histórias ricas, lugares aconchegantes, renomados e recheados de cultura mineira.

Diferentemente do que muitas pessoas imaginam, “Savassi” não era nome de um político importante. A região foi assim denominada devido à padaria do italiano Amilcare Savassi, localizada à época na Praça Diogo Vasconcelos, ponto de encontro famoso nos anos 30.

O grupo de jovens frequentador assíduo da padaria logo foi apelidado como “turma da Savassi”. E foram eles os responsáveis por popularizar o nome e a região, que se transformou no espaço-referência da diversidade e da boemia mineira. Até o obelisco da Praça Sete já passou pela Savassi já te contamos neste texto sobre a história de Belo Horizonte por que o famoso “pirulito” existe.

Em 1962, o obelisco foi retirado pelo então prefeito Amintas de Barros da Praça Sete devido ao crescimento do tráfego de veículos no local. Ele ficou abandonado antes de ir para a praça Diogo Vasconcelos em 1963. Em 1980, ele retornou ao local de origem quando a população reivindicou a sua volta ao Centro da cidade.

A Savassi fazia parte do bairro Funcionários, um dos mais antigos da capital, que foi criado para abrigar funcionários públicos que vinham à cidade. Em 1991, a Savassi foi oficializada como região de BH. Nessa época, ela já era a queridinha dos mineiros. Entenda por quê.

vitrine de loja

Comércio desenvolvido e variado

Quem mora ou trabalha na Savassi se orgulha do benefício de poder fazer parte de um bairro que oferece tantas opções de comércio. Tudo que você precisa tem lá: bancos, restaurantes de todos os tipos, shoppings, farmácias, clínicas de estética, lanchonetes, cafeterias, livrarias e muito mais. É difícil resistir aos encantos das lojas da Savassi!

Destacam-se:

amigos brindando

Bares e boates badalados: dos modernos aos tradicionais

A modernidade aliada à tradição é uma das principais características do bairro. Inúmeros bares badalados oferecem opções para todos os gostos e idades. Quer se divertir em BH? Vá para a Savassi; não tem erro:

Algumas boates e bares famosos:

  • Empório Savassi;
  • Napolitano Pastéis;
  • Baiana do Acarajé;
  • Bar Imperial;
  • Bar Ideal;
  • Rei do Pastel;
  • Stadt Jever
  • Fujiyama;
  • Afrodick;
  • Assacabrasa;
  • Lord Pub;
  • Jack Rock Bar;
  • A Obra;
  • dDuck dClub;
  • Al Capone.

balada em bh

Um dos berços culturais de BH com opções incríveis de lazer

Uma das maiores delícias da Savassi é passear a pé e desfrutar suas: livrarias, cafeterias, lindas praças, galerias de arte e muito mais. Conheça algumas opções:

Andar pelas praças e ruas da Savassi é um dos programas favoritos dos belorizontinos. Sabendo disso, a Prefeitura lançou o projeto “A Savassi é da Gente”, em que, aos domingos, das 6h às 15h, a região em torno do cruzamento entre as avenidas Getúlio Vargas e Cristóvão Colombo é interditada ao tráfego de veículos motorizados (pedestres e ciclistas têm trânsito livre) para o lazer e a prática de esporte.

A região-símbolo carrega o melhor da capital e dos mineiros. Lá você encontra diversidade, cultura, lazer, culinária de primeira e muita história para contar. E você? Está procurando um bairro para morar em BH? Confira nosso e-book “Guia de Bairros” e conheça os principais locais da nossa cidade!

Continue reading

Uma mulher mostrando um papel para um casal que está de braços dados
Aluguel de imóveis

Seguro-fiança no aluguel de imóveis: como funciona?

Você precisa alugar um apartamento, já escolheu o ideal para você, mas ainda não pode alugar porque não encontrou um fiador. O desconforto em solicitar esse favor para um conhecido, atrelado à angústia de perder o imóvel para outro locatário nesse meio tempo afetam muitas pessoas.

Pode parecer pura burocracia, mas o locador precisa da segurança de que não haverá inadimplência. Ao mesmo tempo, você deseja um lar e já encontrou aquele do jeito que imaginava. Pois o seguro-fiança existe exatamente para esse tipo de situação.

Vamos contar logo a seguir o que é e em quais situações o seguro-fiança é utilizado.

O que é seguro-fiança

Esse é um serviço oferecido por seguradoras, cujo intuito é dispensar a presença do fiador e, ao mesmo tempo, garantir o pagamento do aluguel. O segurador passa a ser o inquilino, enquanto o proprietário, no caso, passa a ser o segurado. A vigência da apólice tem o mesmo período do contrato de locação (podendo ter validade de um ano também, em alguns casos).

O pagamento é realizado mensalmente, como uma espécie de prestação. A notícia boa é que a maior procura por esse serviço promoveu mais competitividade entre as seguradoras, e consequente queda no preço do serviço oferecido.

Você deve estar se perguntando: “afinal, quanto custa?”. Na verdade, depende de seguradora para seguradora, mas varia entre uma a duas vezes e meia o valor do aluguel. Atualmente o valor mais barato do mercado é 15% do valor do aluguel por mês. A análise de crédito do locatário é um dos fatores que podem impactar no valor cobrado, que costuma ser parcelado em até 12 vezes.

Além da cobertura básica do plano — pagamento do aluguel —, podem ser contratados serviços adicionais, como cobertura do valor do condomínio, IPTU, luz, danos ao imóvel e outras. O proprietário do imóvel é quem decide o tipo de cobertura do seguro-fiança, bem como as taxas a serem protegidas pela apólice.

Um dedo e uma mão segurando uma caneta apontando para um papel

Em quais casos devo utilizar o seguro-fiança?

É claro que essa não é a melhor alternativa em todos os casos. Mesmo sendo utilizado para locação de imóveis urbanos residenciais, imóveis comerciais e não-residenciais (como consultórios médicos, por exemplo), é preciso ponderar.

Essa modalidade é mais utilizada quando o locatário possui urgência em alugar, não encontrou fiador algum e possui renda entre 3 e 4 vezes o valor do aluguel (pois essa é a média determinada pelas seguradoras como condição para contratar o serviço) ou simplesmente têm fiador, mas preferem alugar o imóvel sem depender de alguém. Lembre-se de que esse valor não é devolvido no final do contrato. Lembre-se de que esse valor não é devolvido no final do contrato.

Então, se você precisa de uma análise mais ágil do contrato de locação, não quer dor de cabeça para achar um fiador e tem urgência para se mudar, o seguro-fiança é ideal para você.

Se você está procurando por uma moradia e já considerou a possibilidade de comprar um apartamento, mas não sabe se ainda é viável, neste artigo O que é melhor: alugar ou comprar um imóvel? tiraremos suas principais dúvidas. Confira!

 

Continue reading

Um casal com um papel na mão da mulher e um computador na mesa
Comprar imóvel

Saiba como escolher um imóvel que cabe no seu bolso

Você visita vários apartamentos e fica na dúvida entre três. Mas decide que um deles é a sua cara. Quando vai colocar no papel o valor do investimento, percebe que não condiz às suas condições financeiras.

Uma das maiores frustrações no momento da escolha de um imóvel é decidir por logo aquele que não cabe no seu orçamento. Para evitar essa situação e ajudá-lo a ganhar tempo, separamos dicas valiosas para você logo a seguir. Confira:

1) Esteja atento a esses elementos

Para facilitar a sua escolha e não ficar perdido em meio a tantas opções disponíveis, já tenha em mente ou procure saber:

  • Valor máximo pretendido;
  • Bairro pretendido (faça uma pesquisa sobre os bairros mais valorizados na sua região — a área centro-sul é normalmente a mais valorizada);
  • Condições do imóvel: caso haja necessidade de reforma, prepare-se para isso;
  • Valor do condomínio: muitas pessoas se assustam com o valor do condomínio quando estão no momento de escolha do imóvel.

2) Estabeleça critérios precisos

Querer abraçar o mundo é uma das principais falhas dos compradores. O maior apartamento, o mais novo, na região pretendida e no melhor preço é o cenário ideal. Mas ele, normalmente, não existe. Portanto, defina o que é prioridade para você: localização, tamanho, quantidade de vagas de garagem, área externa, área de lazer ou não precisar realizar uma reforma?

Mulher segurando uma xícara com um notbook na sua frente

3) Fatores que podem influenciar seu bolso

Você sabia, por exemplo, que o valor do condomínio é definido pelo número de apartamentos e funcionários? Também procure saber se estão inclusos a água e o gás, por exemplo.

Procure saber, portanto:

  • Preço por m²;
  • Quantidade de vagas;
  • Se é novo ou usado (os novos costumam ter maior custo);
  • Andares elevados (custo maior por conta da vista e do barulho reduzido);
  • Estrutura: elevador, área de lazer, piscina e salão de festas também têm influência, portaria e sistema de segurança contam no valor;
  • Localização: bairros com várias opções e bons serviços, assim como próximos às principais vias de acesso, tendem ser mais valorizados;
  • Opções de lazer: se o bairro oferece fácil a acesso a parques, praças, shoppings, dentre outros, isso também impacta no valor do apartamento.

4) Faça uma simulação e saiba negociar

Duas opções muito comuns na compra de um imóvel, são o financiamento e o consórcio. Para comparar planos, analisar propostas dos bancos e instituições financeiras, você precisa saber qual se adequa melhor à sua realidade. E a simulação dará essa segurança para você dar o primeiro passo.

Existem simuladores online. Separamos os principais para você:

E lembre-se: não feche um negócio sem antes comparar, pelo menos, três propostas. Ah, e este artigo Consórcio ou Financiamento: qual escolher?, pode ajudá-lo a entender as duas opções e levar você a escolher a melhor.

 

Continue reading

Uma pessoa entregando uma chave para outra pessoa
Comprar imóvel

Como sair do aluguel e comprar meu primeiro apartamento

Nada melhor que morar em um lugar aconchegante, do seu jeito, cuja decoração expressa a sua personalidade. Esse é um dos principais motivos para as pessoas saírem do aluguel e adquirirem um imóvel.

Afinal, não é nem um pouco motivador investir em algo que não faz parte do seu patrimônio e que ainda não gera retorno financeiro algum para você. A sensação é de que o dinheiro do aluguel poderia ser direcionado para um lar todo seu.

É por isso que estamos aqui: para contar para você como sair do aluguel com segurança e responsabilidade.

Faça uma planilha de custos

Para sair do aluguel, a primeira coisa a ser feita é ter controle dos gastos. Independentemente do seu orçamento, você nunca saberá o valor do imóvel compatível com seu bolso, se não administrar sua renda.

No computador ou no papel, registre os seus gastos fixos e os variáveis. Anote tudo, desde aquele cafezinho que você tomou perto da sua casa, até os gastos na padaria. Assim, você poderá administrar melhor seu dinheiro e, ainda, economizar.

Fizemos uma planilha de orçamento doméstico gratuita para facilitar sua vida financeira e ajudá-lo a dar o primeiro passo para conquistar o seu sonho.

Uma pessoa fazendo cálculos na calculadora e escrevendo no papel

Determine uma meta de investimento e a forma de pagamento

Para sair do aluguel, você precisa entender quando e como comprar um imóvel. Então, determine uma meta de investimento e comece a organizar suas finanças em prol desse objetivo.

Já sabe quanto pode investir? Tem dinheiro guardado para um valor de entrada? Então já está na hora de definir qual será a forma de pagamento: financiamento ou consórcio?

Neste blog post, Consórcio ou financiamento: qual escolher, tiramos as principais dúvidas acerca dessas modalidades mais utilizadas na compra de imóvel. Neste vídeo do nosso canal do Youtube ainda esclarecemos as principais dúvidas sobre financiamento de imóveis.

Saiba encontrar o lugar ideal

Um dos maiores empecilhos enfrentados por aqueles que querem sair do aluguel é encontrar um apartamento ou uma casa dentro das expectativas de compra.

Quando alugamos um imóvel, não nos atentamos tanto aos detalhes, mas, quando o assunto é comprar um bem com tamanho valor agregado, o cenário muda.

Então, conte com a ajuda de um corretor para isso. Primeiro, porque a compra de um imóvel é assunto sério, e a procedência do bem é fundamental. Neste e-book gratuito contamos como a imobiliária pode ajudar você a ter um imóvel.

Os requisitos que mais pesam na escolha do imóvel são (atente-se a eles!):

  • Valor: já inicie sua procura sabendo quanto pode pagar;
  • Localização: morar próximo a hospitais, avenidas principais, comércio, áreas de lazer, escolas e pontos de ônibus traz mais qualidade de vida a longo prazo para você e a sua família;
  • Condições do apartamento: considere se uma reforma será necessária. Em caso positivo, já calcule uma média de quanto terá que investir futuramente e reavalie se vale a pena;
  • Tamanho: pode ser que agora você more sozinho ou mesmo com seu parceiro. Mas, pretende aumentar a família? Recebe muitas visitas? Acredite: esse é um dos principais motivos para você aproveitar, ou não, seu imóvel por mais tempo.

Foto de cima de vários apartamentos

Ter seu lar, um bem de valor agregado em seu patrimônio, com a tranquilidade de saber que um dia pode vender seu apartamento para comprar um ainda melhor, não tem preço. Se você está procurando um apartamento em BH e não sabe por onde começar, leia nosso artigo sobre imóveis na capital: o que é melhor, novo ou usado?

 

Continue reading

vista aerea de alguns predios
Comprar imóvel

6 provas de que vale a pena comprar apartamento

Muitas pessoas ainda se perguntam se vale a pena comprar apartamento. Diante de tantos investimentos disponíveis atualmente, será que essa é uma boa opção? O fato é: qual é seu intuito? Quais são seus sonhos?

Logo a seguir, contaremos para você 6 provas de que vale a pena comprar um apartamento. Se você se identificar com todas elas, ou com a maioria delas, saiba que já está na hora de se planejar!

sala de estar de um apartamento novo

  • Decorar e montar seu apartamento como quiser

Se seu sonho sempre foi ter sua própria casa para decorar do seu jeito, sem empecilhos, comprar um apartamento é a solução. Quando você mora de aluguel, não é possível reformar e nem mesmo vale a pena, em termos financeiros, investir em decoração e reforma (na maioria das vezes, nem é permitido).

casal sorrindo abraçados

  • Você pode investir com segurança e rentabilidade

Se você considera a possibilidade de obter um apartamento para investimento, saiba que não tem erro. Comprar um imóvel é investir com segurança porque se trata de um patrimônio físico, que oferece para você a possibilidade de venda, aluguel ou mesmo troca.

Ao escolher uma área no centro-sul, valorizada no seu município, a tendência é que, com o tempo, o valor desse bem aumente. As flutuações do mercado imobiliário ainda são baixas, se compararmos com as de outros investimentos.

casal olhando a um tablet

  • Mensalidades muitas vezes menores que o aluguel

Dependendo da forma de pagamento escolhida, você pode investir em algo que é seu e contar com prestações ainda menores do que o valor de um aluguel. Sabe aquela sensação de que está jogando dinheiro fora? Ao comprar seu imóvel, pagar as prestações torna-se um alívio a cada mês!

familia sorrindo

  • Patrimônio para a família

Se você possui filhos, pretende ter ou tem alguém na sua vida para quem gostaria de deixar um patrimônio e uma moradia, o imóvel é a solução. Afinal, nunca se sabe como será o futuro e essa segurança não tem preço.

  • Investir com disciplina sem perceber

Comprar um imóvel é uma ótima maneira de não jogar dinheiro fora. Sem controle financeiro e um compromisso tangível, acabamos gastando mais do que deveríamos. Ao comprar um apartamento, você, primeiro, precisará se planejar financeiramente e terá o compromisso mensal de investir em algo que é seu, que pode gerar retorno futuro.

  • Facilidade para a compra

Se, há alguns anos, comprar imóveis era para poucos, atualmente essa possibilidade é para muitos. O financiamento bancário e a possibilidade de uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) são alguns dos facilitadores. Você também pode comprar o imóvel ainda na planta, o que oferece condições mais flexíveis de pagamento por parte das construtoras.

E aí, se identificou com essas vantagens? Elas são importantes para você? Lembrando que, para comprar um apartamento, você precisa se planejar financeiramente e procurar bastante antes de tomar qualquer decisão, para não se arrepender.

Se você deseja saber mais sobre o mercado imobiliário, aluguel, compra e decoração para a sua casa, siga a Decisão Imóveis no Instagram e no Facebook para ficar por dentro de tudo!

Continue reading

pessoas analisando uma planilha
Financiamento

O que você precisa saber sobre financiamento de imóvel

Financiar um imóvel pode ser algo que venha a dar muita dor de cabeça para aqueles que não sabem como funciona, não é mesmo? São tantas as variáveis, perspectivas, tendências e momentos, que dá pra ficar totalmente perdido!

Só pra se ter uma ideia de como as coisas mudam, os especialistas do setor imobiliário já dizem que o pior momento da crise já passou.

E é para você se situar nesse universo, que separamos 5 dicas de ouro para você dar o primeiro passo em direção ao financiamento do seu imóvel, com toda a segurança que você precisa. Veja só.

calculadora e estatísticas

É possível ter o crédito antes mesmo do imóvel

Você consegue entrar com o pedido de financiamento antes mesmo de encontrar o imóvel. Após o pedido aprovado, você recebe uma “carta de crédito” e já tem o dinheiro na mão para adquirir o imóvel.

O valor da prestação não pode ser superior a 30% da renda.

Seja a renda individual ou familiar, o valor mensal da prestação do imóvel não pode ultrapassar o valor de 30%. Preparamos um artigo especial ensinando você a calcular esse valor.

Atenção aos 30% se você financia outros bens

Na hora de avaliar a sua renda para um possível financiamento imobiliário, os bancos levam em consideração outros financiamentos feitos em seu nome, como carro ou quaisquer outros bens de consumo incluídos no cadastro único do Banco Central.

Se eles constatarem que o valor total dos financiamentos ultrapassa os 30% da renda total, conforme falamos acima, pode ser que você não receba uma aprovação.

Por outro lado, para facilitar a vida dos mutuários, os bancos permitem compor a renda de um financiamento por até duas pessoas da família. O Banco do Brasil e o HSBC, por exemplo, permitem até cinco pessoas.

Compare as condições dos bancos

Antes de fechar com um banco, vá em pelo menos mais dois e compare as propostas. Mesmo a Caixa sendo referência, os bancos privados podem acabar oferecendo condições mais atraentes, sobretudo para seus correntistas. Pesquise antes de bater o martelo!

corretor entregando as chaves do imóvel

Aumentar o prazo pode ser uma opção

Para aqueles que precisam de prestações menores para conseguir pagar, a melhor opção é estender o número de parcelas. Fato é que isso irá aumentar o valor total a pagar pelo imóvel, mas, em alguns casos, pode ser a única solução viável para se adquirir a casa própria.

A idade afeta o valor das prestações

Para quem está pensando em financiar um imóvel, é bom saber: segundo a legislação atual, a idade limite para pagamento da última parcela do financiamento é de 80 anos e 6 meses. Ou seja, a partir dos 45 anos e 6 meses, a matemática para o tempo de financiamento é a seguinte: (80 anos e 6 meses) – (sua idade atual) = tempo máximo de financiamento.

Agora, mãos à obra!

Depois de todas essas dicas, certamente você já adquiriu um ponto de partida nesse universo do financiamento. Mas se você ainda precisa saber mais, não se preocupe! Preparamos um e-book gratuito e completo com tudo que você precisa saber sobre financiamento de imóveis. Um guia atualizado e exclusivo para você baixar de graça!

Continue reading

imagem aerea de bh
Região Hospitalar

16 vantagens de morar na Região Hospitalar de BH

A história do Santa Efigênia e a do 1º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais andam juntas. Afinal, a edificação – que fica lá na Praça Floriano Peixoto, antes justamente chamada de Quartel – até hoje é parte da tradição do bairro, que tem em seu nome a padroeira dos militares.

Hoje, o Santa Efigênia abriga a Região Hospitalar, que engloba grandes hospitais públicos de Belo Horizonte, considerado uma ótima solução para quem quer ficar na região Centro-Sul sem abrir mão da tranquilidade e da variedade de opções de comércio e lazer, além de ótimas vias de acessos.  

Sabendo disso, preparamos para você 16 vantagens de morar na Região Hospitalar da capital mineira! Veja agora.

imagem da região hospitalar de bh

Vantagens na infraestrutura

Prédios, área verde, ruas e avenidas importantes se encontram aqui.

  1. O Santa Efigênia é um bairro predominantemente residencial e cheio de áreas arborizadas, espaços para os moradores praticarem esportes e praças – como a Hugo Werneck e a Marechal Floriano Peixoto.  
  1. Acessos que facilitam entradas e saídas para avenidas importantes, como as avenidas Contorno, Francisco Sales e Andradas.

Vantagens nos serviços

Um grande complexo de comércio, estabelecimentos de saúde e utilidades.

  1. É fácil encontrar agências bancárias (como Banco do Brasil, Bradesco, Santander e Caixa), comércio variado, colégios e faculdades, como a Faculdade de Ciências Médicas e a Faculdade de Medicina da UFMG.
  1. Aliás, o Santa Efigênia é conhecido por abrigar grandes escolas e centros educativos, como o Grupo Escolar D. Pedro II, cujo prédio é atualmente tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.
  1. Em uma única avenida a Mem de Sá, uma das principais do Santa Efigênia e no entorno da praça Floriano Peixoto, é possível encontrar postos de gasolina, sacolões tradicionais e de alimentos orgânicos e açougue. Padarias e floriculturas também estão bem distribuídos pelo bairro, que também conta com um supermercado Extra.
  1. A própria Região Hospitalar oferece uma gama riquíssima de consultórios, farmácias e laboratórios (como o Hermes Pardini), além de abranger grandes hospitais, como o Pronto Socorro João XXIII, o Hospital Semper, o Hospital São Lucas, o Hospital da Unimed e a Santa Casa.

faixada da faculdade de medicina

Vantagens no transporte

Ônibus e metrô atendem a população do bairro.

  1. Quem mora no Santa Efigênia está bem abastecido quanto ao transporte: são mais de 13 linhas de ônibus e estações de metrô atendendo importantes corredores de tráfego.
  1. A extensão do bairro conta com a estação Santa Efigênia e com a estação Santa Tereza (que, como o nome sugere, também atende o bairro Santa Tereza), com saída para a avenida dos Andradas.
  1. Pela sua ótima localização, o bairro é cortado pelos vários ônibus com linha em BH, inclusive com destino e saída da Região Hospitalar. Os pontos são diversificados, tornando as opções completas para quem quer se locomover com facilidade:
  • Taquaril-Jaraguá;
  • Alto Vera Cruz-Santa Lúcia;
  • Estação Barreiro-Centro;
  • Santa Maria-Hospitais;
  • Estação Pampulha-Centro-Hospitais;
  • Estação Venda Nova-Savassi;
  • Via Hospitais;
  • Estação São Gabriel-Savassi e muito mais!

imagem da região hospitalar de bh

Vantagens na cultura e no lazer

A variedade cultural do Santa Efigênia também impressiona.

  1. Pista de caminhada e ciclismo não vai faltar para quem quer criar uma rotina de exercícios perto de casa.
  1. Como já deu para perceber, no Santa Efigênia é comum encontrar a tradicional arquitetura mineira preservada, assim como vários complexos tombados pelos Patrimônios Históricos. Além do 1º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, existem o complexo arquitetônico da Praça Hugo Werneck, a Maternidade Hilda Brandão e a Faculdade de Medicina da UFMG.   
  1. Falando em medicina, caminhando até a av. Alfredo Balena você pode visitar o Centro de Memória da Medicina e conhecer sua exclusiva coleção de objetos laboratoriais, instrumentos e equipamentos médicos, além de um acervo de obras raras que abrangem dicionários, periódicos, livros e documentos que contam parte da história da medicina e da própria UFMG, que faz parte de Belo Horizonte há mais de 100 anos.
  1. Se você quer entrar em contato com as mais variadas manifestações artísticas, no bairro há o Centro de Cultura Nansen Araújo (SESIMINAS), na ativa desde 1990. Lá, além de galeria de arte, encontram-se espaços para peças de teatro, coral, orquestra de câmara e companhia de dança, biblioteca, salas para cursos e um centro de memória da indústria mineira.
  1. Agora, se você quer um pouco de música e teatro, tem também! O Santa Efigênia está repleto de casas de shows e espetáculos, entre elas o Music Hall, localizado na Praça Floriano Peixoto, e os teatros Marília e da Maçonaria.
  1. Tirar um momento para compras e passear no fim de semana num lugar tranquilo podem ser feitos no Boulevard Shopping, considerado um dos maiores e mais completos de Belo Horizonte. Na av. dos Andradas, pertinho também do Hospital da Unimed, ele conta com famosas lojas de departamento, uma grande praça de alimentação, filial da Tok & Stok e salas de cinema Cineart – incluindo uma sala IMAX, a primeira da capital mineira.  

região hospitalar de bh

Vantagem em restaurantes e bares

Um aglomerado de opções, um bem perto do outro.

  1. Na av. Brasil é comum encontrar um lugar para ficar à noite. São muitas opções de restaurantes e bares, dos mais simples aos mais requintados, que também estão distribuídos nos arredores da avenida.

Além dos restaurantes italianos que alcançam a av. do Contorno, delicie-se com as tradicionais pizzarias Donna Margherita e Pizzaria Floriano, o Restaurante Paracone, o famoso Chopp da Fábrica e o Ephigênia Bistrô.

E aí, já está convencido de que o Santa Efigênia é um bairro incrível para se morar? Quem já viveu por lá não quer mais sair: a combinação de conforto, praticidade, tradição e modernidade e a segurança de ter um complexo de clínicas e hospitais encantam qualquer um.

Neste link, você encontra depoimentos de moradores que contam do que mais gostam no Santa Efigênia

No entanto, se você ainda prefere pesquisar mais e acha que o bairro Funcionários pode ser seu preferido, descubra quais são as vantagens de morar no Funcionários, que fica perto do Santa Efigênia.

 

Continue reading

pessoas subindo uma escada
Comprar imóvel

Comprar apartamento novo ou usado em BH: qual a melhor opção?

Comprar o imóvel dos sonhos é uma realização e tanto, seja ele o primeiro, o segundo ou até o terceiro da vida (afinal, a família pode aumentar). Mas, para que a pergunta “será que escolhi o certo?” não assombre ninguém, avaliar pontos pertinentes e decidir se o imóvel será usado ou novo é um dos mais importantes – se não for o mais importante.

Pensar na idade dele já é um bom começo para filtrar opções, uma vez que há diferenças consideráveis entre um prédio de 7 anos e um de 35, por exemplo, e que extrapolam a aparência e o estado de conservação. De qualquer forma, saiba que existem algumas vantagens e desvantagens que vão impactar significativamente na decisão. A gente te mostra quais são! Vamos lá?

Vantagens e desvantagens sobre imóveis novos e usados

Os imóveis usados se concentram na região centro-sul de Belo Horizonte. Neste post sobre a história de BH você entenderá o motivo. E a seguir você terá informações que vão facilitar a sua decisão.

sinais de negativo e positivo

Imóveis novos: vantagens

Plantas modernas e itens de lazer estão entre os tópicos:

  • Plantas mais inteligentes: atualmente, imóveis novos costumam ser construídos a partir de uma planta que valoriza mais os espaços;
  • Tomadas: vêm em maior quantidade e já adaptadas aos padrões do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro);
  • Vagas de garagem: normalmente prédios novos oferecem mais de uma vaga na garagem, até mesmo apartamentos de um quarto;
  • Acesso para instalação de ar-condicionado;
  • Área de lazer completa: mesmo que não estejam dentro do conceito de “condomínio-clube”, inúmeros empreendimentos atuais trazem itens de lazer que os valorizam ainda mais, como piscinas, área fitness, salão de jogos, sauna, espaços gourmet, lan house, etc.

Imóveis novos: desvantagens

No entanto, esse tipo de apartamento costuma ser mais caro.

  • Preço: diretamente relacionado ao último ponto das vantagens, enquanto um apartamento novo tem melhor valor de revenda, ele também (normalmente, e não necessariamente!) será mais caro que um antigo;
  • Tamanho reduzido: a maior tendência atual para esses imóveis é que eles estão com tamanhos reduzidos em comparação a imóveis antigos, o que é compensado justamente pela área de lazer, que oferece outros tipos de conforto;

casal sentado no sofá

Imóveis usados: vantagens

Elas incluem espaço, preço e barulhos vizinhos.

  • Os mais antigos são mais espaçosos, contando com cômodos como sala, banheiro, quarto e dependência maiores (já que, em contrapartida, apartamentos novos têm áreas sociais maiores em relação a outras). Além disso, o pé direito de apartamentos usados costuma ser maior, aumentando a sensação de amplitude;
  • Valor e negociação: são, geralmente, mais baratos que os apartamentos novos;

Imóveis usados: desvantagens

As maiores desvantagens envolvem rever o orçamento doméstico para manter o apartamento em perfeitas condições.

  • Manutenção: seguindo a lógica, um apartamento mais antigo precisará de manutenção em comparação a um novo. E, quanto maior a idade dele, maior será essa necessidade, que pode envolver sistemas elétrico e hidráulico, e pintura, por exemplo. Portanto, o ponto aqui é prestar atenção na conservação dos imóveis em cada visita para não ter estresse depois;
  • Sem grandes atrações: se é praticamente padrão empreendimentos novos oferecerem as áreas de lazer completas, imóveis usados normalmente não possuem áreas infantis, academia e, muitas vezes, piscinas. Vaga de garagem, geralmente, é só uma;
  • Reforma: é provável que você queira aproveitar a planta do apartamento seguindo a linha atual de divisão de espaços. Ou seja, para deixá-lo do jeito que você quer, vai ser preciso rever o orçamento.

reforma em apartamento usado

Além de avaliar esses detalhes, também é importantíssimo considerar isoladamente a localização do seu futuro imóvel. Afinal, o lugar onde ele está é fundamental para determinar a sua valorização atual e de revenda, depois.

Por isso, talvez escolher um apartamento usado na zona sul de Belo Horizonte pode ser mais vantajoso do que um apartamento novo em outras regiões.

Agora que você já sabe o que deve levar em conta na busca pelo seu imóvel, saiba o que é necessário para fechar uma compra de um imóvel! 😉

Continue reading

Cadastre-se para receber nossos conteúdos:

Agradecemos sua inscrição!