Saiba como escolher um imóvel que cabe no seu bolso

Um casal com um papel na mão da mulher e um computador na mesa

Você visita vários apartamentos e fica na dúvida entre três. Mas decide que um deles é a sua cara. Quando vai colocar no papel o valor do investimento, percebe que não condiz às suas condições financeiras.

Uma das maiores frustrações no momento da escolha de um imóvel é decidir por logo aquele que não cabe no seu orçamento. Para evitar essa situação e ajudá-lo a ganhar tempo, separamos dicas valiosas para você logo a seguir. Confira:

1) Esteja atento a esses elementos

Para facilitar a sua escolha e não ficar perdido em meio a tantas opções disponíveis, já tenha em mente ou procure saber:

  • Valor máximo pretendido;
  • Bairro pretendido (faça uma pesquisa sobre os bairros mais valorizados na sua região — a área centro-sul é normalmente a mais valorizada);
  • Condições do imóvel: caso haja necessidade de reforma, prepare-se para isso;
  • Valor do condomínio: muitas pessoas se assustam com o valor do condomínio quando estão no momento de escolha do imóvel.

2) Estabeleça critérios precisos

Querer abraçar o mundo é uma das principais falhas dos compradores. O maior apartamento, o mais novo, na região pretendida e no melhor preço é o cenário ideal. Mas ele, normalmente, não existe. Portanto, defina o que é prioridade para você: localização, tamanho, quantidade de vagas de garagem, área externa, área de lazer ou não precisar realizar uma reforma?

Mulher segurando uma xícara com um notbook na sua frente

3) Fatores que podem influenciar seu bolso

Você sabia, por exemplo, que o valor do condomínio é definido pelo número de apartamentos e funcionários? Também procure saber se estão inclusos a água e o gás, por exemplo.

Procure saber, portanto:

  • Preço por m²;
  • Quantidade de vagas;
  • Se é novo ou usado (os novos costumam ter maior custo);
  • Andares elevados (custo maior por conta da vista e do barulho reduzido);
  • Estrutura: elevador, área de lazer, piscina e salão de festas também têm influência, portaria e sistema de segurança contam no valor;
  • Localização: bairros com várias opções e bons serviços, assim como próximos às principais vias de acesso, tendem ser mais valorizados;
  • Opções de lazer: se o bairro oferece fácil a acesso a parques, praças, shoppings, dentre outros, isso também impacta no valor do apartamento.

4) Faça uma simulação e saiba negociar

Duas opções muito comuns na compra de um imóvel, são o financiamento e o consórcio. Para comparar planos, analisar propostas dos bancos e instituições financeiras, você precisa saber qual se adequa melhor à sua realidade. E a simulação dará essa segurança para você dar o primeiro passo.

Existem simuladores online. Separamos os principais para você:

E lembre-se: não feche um negócio sem antes comparar, pelo menos, três propostas. Ah, e este artigo Consórcio ou Financiamento: qual escolher?, pode ajudá-lo a entender as duas opções e levar você a escolher a melhor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para receber nossos conteúdos:

Agradecemos sua inscrição!